terça-feira, 4 de dezembro de 2012

SE EU POSSO COMER CHOCOLATE POR QUE MEU CÃO NÃO PODE?

Atualizado em: 03/02/17.
Sempre que chegam épocas festivas como Natal, Reveillon, Páscoa, etc. acaba ocorrendo um aumento nos casos de intoxicação em nossos amigões, dessa forma vale a pena conscientizar as pessoas para que evitem o oferecimento de guloseimas em geral para os nossos pets.

Os chocolates em geral possuem em sua composição uma substância chamada Teobromina, a qual é prontamente absorvida após a ingestão oral de chocolates. 
A Teobromina provoca um intenso aumento no trabalho muscular cardíaco associado à uma grande estimulação do cérebro, ocasionando arritmias cardíacas graves em cães.
A quantidade de Teobromina para intoxicar gravemente um cão é em torno de 100 a 200 mg/kg. Porém, há relatos de sintomas de intoxicação, como vômitos e diarréia, com ingestão de apenas 20 mg/kg e também há relatos de sintomas de efeitos cardiotóxicos com ingestão de 40 a 50 mg/kg de chocolate. Há, ainda, relatos de efeitos drásticos com a ingestão não só de chocolate em barra, mas também de chocolate em pó dissolvido em leite e oferecido à cães.
Geralmente, os sinais clínicos dessa intoxicação são percebidos entre 6 a 12 horas após a ingestão do chocolate. Os sintomas iniciais são: aumento da ingestão de água, vômito, diarréia, dilatação abdominal e inquietação. O quadro pode evoluir para hiperatividade, aumento do volume urinário, ataxia, tremores e estado de apreensão. E, mais fatidicamente, aumento da frequência dos batimentos cardíacos (taquicardia), aumento dos movimentos respiratórios (taquipnéia), azulamento das mucosas (cianose – falta de oxigenação nos tecidos), hipertensão, aumento da temperatura corpórea e o quadro pode, enfim, evoluir para hipotensão, queda da temperatura corpórea, coma e morte.
O tratamento é difícil, objetivando a estabilização das funções vitais do organismo de acordo com a sintomatologia apresentada.

Ainda há o fato de que, como o chocolate possui grande quantidade de gordura, o pâncreas também sofre importantes danos.
Sendo assim cabe a nós evitarmos terminantemente a ingestão de chocolate por nossos cãezinhos.
Atualmente já se encontra no mercado chocolates específicos para cães, dessa forma se realmente você deseja fornecer ao seu pet um pouquinho de chocolate não ofereça do seu, adquira em uma pet shop um chocolate específico para cães.




Nenhum comentário:

Postar um comentário